Isto é uma vergonha…

Muita gente dentro da comunidade SL sabe que um dos principais cases de sucesso do Brasil em SL são os projetos de Telecentros.
Para quem não sabe, um Telecentro é um ambiente com alguns computadores aonde pessoas de baixa renda podem acessar a Internet e ter aulas de computação gratuitamente ou a baixo custo. Esse custo baixo é possível pois são usadas máquinas com GNU/Linux, o que permite o uso de máquinas que, de outra forma, seriam consideradas “obsoletas”.
Hoje, porém, vejo a seguinte notícia no BR-Linux.org:

Telecentro de SP passa a adotar software proprietário para soluções de acessibilidade | BR-Linux.org

O mais interessante é notar que esses governantes de direita, como os do Senhores Serra e Kassab adoram enfiar dólares no bolso de Bill Gates (como se ele não tivesse o suficiente), ao invés de investir em programadores brasileiros, que poderiam desenvolver tecnologia nacional.
Alguns poderão argumentar com globalização e os blá-blá-blá de sempre… Mas, cá entre nós, o que a globalização tem trazido de bom para o Brasil. Temos sido espoliados desde nosso “descobrimento” (eufemismo para invasão) e continuamos sendo colônia.
Voltando ao assunto:

“De acordo com a prefeitura paulistana, a Microsoft foi a escolhida para fornecer softwares para esse projeto por que é a empresa que oferece as melhores soluções para esse público. Os novos telecentros contarão com extensores de teclados, softwares com lupas e teclados especiais.”

Concordo que o GNU/Linux ainda possua problemas sérios no quesito usabilidade. Sou um fervoroso defensor do SL, mas não sou do tipo de tampar o sol com a peneira. Mas os software livre vêm evoluindo cada vez mais junto com sua aceitação. Ferramentas como EMACSpeak, Festival e afins provêem leitores de tela maduros para o GNU/Linux. Extensores de teclado são característica de hardware, e quanto a “lupas” (pequenos programas que ampliam a região da tela aonde o mouse se encontra), isso pode ser implementado através do X-Windows sem precisar se preocupar com KDE, GNOME ou o que seja. Já teclados especiais… Conheço pessoas que possuem necessidades especiais e que afirmam que não precisam de um teclado especial.
Não sei aonde a Prefeitura de São Paulo pretende chegar, mas acho que isso vai servir apenas para encher um pouco mais a já gorda conta bancária do Senhor Willian Gates III.

Sobre Fábio Emilio Costa
Linux, Free Software, EMACS, Rugby, Indycar, Doctor Who, Harry Potter... Yep, this is me!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s