Rápida: Renomeando pendrives no Linux

Via Vinícius Cordeiro e Viva O Linux:
Uma das coisas mais difíceis de se fazer no Linux, por incrível que possa parecer, é renomear pendrives. Na realidade, existem dois pacotes básicos que o usuário deve instalar para poder renomear uma pendrive: o mtools (MS-DOS tools) e o nftsprogs (para NTFS). Iremos mostrar aqui o passo-a-passo para renomear pendrives Esse procedimento deve funcionar não apenas também com HDs externos, cartões de memória, MP3-Players e outros dispositivos similares.
O primeiro passo é descobrir onde está seu pendrive. Na linha de comando, digite mount (assim mesmo, sem parâmetros), ou pode ser também dmesg (se você souber detalhes sobre seu pendrive). Vamos usar o mount. Procure a linha onde está seu pendrive e anote o device usado (é o item da primeira coluna, normalmente será /dev/sdXY, onde X é uma letra seqüêncial representando o dispositivo e Y é um número seqüêncial que indica a partição dentro do dispositivo.)
Em seguida iremos “desmontar” o pendrive. Para isso, vá na linha de comando e, como root, digite umount /onde/está/meu/pendrive. Como sugestão, no KDE, abra o Konqueror e digite na barra de localização /media:. Clique com o botão direito do mouse e escolha “Desmontar”. Atenção: se usar esse método, não escolha a opção “Remover de Modo Seguro”, pois ela não apenas desmonta o pendrive, como também “remove” o device desejado.
OK… Agora que sabemos qual é o device e temos o pendrive “desmontado”, podemos nos preparar. Esse procedimento muda se o pendrive (ou partição do pendrive) estiver formatado em FAT ou NTFS.
No caso dos dispositivos NTFS basta usar, como root, o comando ntfslabel <device> <nome>, onde <device> é o dispositivo (ou partição) que se deseja renomear. Se deixar sem nome, o comando retorna o nome atual do pendrive.
No caso dos FAT, primeiro devemos fazer ver se ele faz uma checagem de problemas. Para isso, executamos o comando mlabel -i <device> -s :: , onde <device> é o dispositivo (ou partição) que se deseja renomear, que irá apresentar o nome atual do pendrive. Se você receber a mensagem Total number of sectors (7831520) not a multiple of sectors per track (63)!, você pode tranqüilamente ignorar esse problema usando o comando echo mtools_skip_check=1 >> ~/.mtoolsrc.
Agora, basta renomear o pendrive usando o comando mlabel -i <device> ::<label>, onde <device> é o dispositivo (ou partição) que se deseja renomear. Atenção: nos comandos mlabel apresentados anteriormente, não remova os ::. Eles indicam que iremos usar o dispositivo indicado ali. Caso contrário, seria necessário mapear esses dispositivos no arquivo .mtoolsrc.
Fonte original: RenameUSBDrive – Community Ubuntu Documentation

Sobre Fábio Emilio Costa
Linux, Free Software, EMACS, Rugby, Indycar, Doctor Who, Harry Potter... Yep, this is me!

One Response to Rápida: Renomeando pendrives no Linux

  1. Pingback: Mill Coisas » Formatando e Renomeando Pen Drive no GNU/Linux

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s