Chantecler, Música de Raiz e Direito Autoral

Olá!

Já ouviu falar na Discos Chantecler? Se você é fã de música de raiz (sertanejo), provavelmente já, pois o Galinho símbolo da Chantecler era símbolo do melhor do melhor da música sertaneja e de raiz, além de carimbar sucessos de artistas do da Jovem Guarda e do Romântico/Brega como Valdick Soriano, e ídolos como Sérgio Reis e Leandro e Leonardo no início de carreira. Grandes artistas da música de raiz, como Tonico e Tinoco, Trio Parada Dura, Milionário e José Rico, Irmas Galvão, Teixeirinha, Pena Branca e Xavantinho e outros eram estrelas da casa. Muitas músicas que hoje são do repertório da música de Raiz apareceram pela primeira vez nos discos da Chantecler.
Fundada em 1957, a Chantecler originalmente representava no Brasil e fazia a distribuição dos discos da toda poderosa à época RCA Victor. Quando esta, porém, começou operações no Brasil, eles decidiriam iniciar sua própria operação de produção de discos. Sua fábrica de discos foi estabelecida em vários locais na cidade de São Paulo, sendo sua última e mais famosa sede estabelecida perto dos prédios do banco Itaú na Avenida do Estado, quase chegando à Estação Dom Pedro I do metrô paulista. Com o tempo e uma certa queda na popularidade das músicas de raiz, a Chantecler acabou sendo comprada pela Warner Music em 19994, onde assumiu o novo nome de East-West. Portanto, ela detêm os fonogramas de todos os artistas que passaram pela Chantecler.
E o que tem isso de errado?
Eu morei por alguns anos em Borda da Mata, terra natal de minha mãe onde atualmente ambos os meus pais moram. Na época em que morei lá, meu pai comentou um caso que me fez refletir a questão do direito autoral: durante uma apresentação dos músicos Lourenço & Lourival na Festa da Cidade, eles teriam dito que estavam “pirateando a si próprios”.
As pessoas podem se perguntar como é possível que um artista seja obrigado a se piratear, ou a pedir para ser pirateado, como o fez Hermeto Pascoal. Na realidade, existe uma coisa que as gravadoras não comentam sobre a relação (muitas vezes promíscua, como Courtney Love disse certa vez) entre artista e gravadoras. São raras as bandas cujo copyright dos fonogramas sejam realmente do artista. Casos como o de Enya, Metallica, Loreena McKennitt e Pato Fu são a exceção, e não a regra. Na maior parte das vezes, o fonograma (ou seja, as faixas do disco) são de copyright das gravadoras. Isso quer dizer que, embora a obra (ou seja, a música) seja do artista (em alguns casos), o fonograma (ou seja, a gravação da música), que em teoria é o que é pirateado (você não pirateia necessariamente a obra – ao gravar um MP3 no seu computador, o que você está gravando é um fonograma) na realidade pertence à gravadora. Ou seja, nem o próprio artista tem direitos sobre o fonograma assim distribuído, uma vez que esse fonograma (que ele compôs) não é dele.
Desse modo, fica a pergunta: qual é a questão verdadeira em cima da pirataria. Se o que é pirateado é o fonograma, em teoria pelo qual a indústria fonográfica já pagou ao artista, ele ainda é a vítima maior?
Eu deixo para o leitor pensar se é justo que o artista tenha que, ao se apresentar, pedir ao público comprar um CD que ele “pirateou dele próprio”.
Fontes: Revivendo Teixeirinha e Wikipedia

Powered by ScribeFire.

Convertendo vídeos para PSP no Linux

Olá!

800px-psp_slim__liteComprei recentemente um PSP devido a uma série de recursos. Continuo sendo um feliz dono de um Nintendo DS, mas alguns bons jogos do PSP, como Crisis Core: Final Fantasy, Patapon, LocoRoco e God of War me convenceram a comprar esse videogame. Além disso, a boa tela wide, de boa dimensão, se provou uma ótima forma de ver animes e seriados quando possível, bem melhor que as pequenas telas dos vários MP4/5/6 que já tive.
Mas como bom Linuxer, tive problemas para obter uma forma de converter vídeos nele. Segui vários tutoriais, sendo que nenhum deles funcionou. Vários dos scripts sugeriam o uso do ffmpeg, mas tinha optado por usar o MPlayer/mencoder (nada contra o ffmpeg, é apenas força de hábito). Foi quando cruzei com o scripts automatizado para o Nautilus da GNOME-Look de conversão e achei perfeito… exceto que preferia trabalhar diretamente com o shell nesse caso, pois pretendia usar uma certa “magia negra” para automatizar as conversões (na verdade o velho e bom for i in ; do pspencode $i; done). Peguei e fiz algumas adaptações, tirando códigos desnecessários para o meu uso e acrescentando novos códigos. No caso, o resultado é o script abaixo, que fica à disposição de todos.

#!/bin/bash

#
# Adapted from GNOME-Look’s PSP Video Converter Nautilus Script
#
# Original by CruelAngel
#
# Version by Fabio Costa
#

INPUT=”$1″
LENG=${#INPUT}
let “LENG=LENG-4”
OUTPUT=${INPUT:0:$LENG}_psp.mp4
OUTPUTTHM=${INPUT:0:$LENG}_psp.thm

ENCODER=mencoder
AUDIO_BITRATE=64
# 768 for higher quality
AVG_BITRATE=512
VIDEO_MAX_BITRATE=1000
#NICENESS=20
CHAPTER=25
LANGUAGE=en
#First pass
$ENCODER “${INPUT}” -alang ${LANGUAGE} -sws 9 -vf scale=480:272,harddup,unsharp=l3x3:0.7,expand=480:272 -oac faac -faacopts br=${AUDIO_BITRATE}:mpeg=4:object=2:raw -channels 2 -srate 48000 -ovc x264 -x264encopts bitrate=${AVG_BITRATE}:global_header:partitions=all:trellis=1:pass=1:vbv_maxrate=${VIDEO_MAX_BITRATE}:vbv_bufsize=2000:level_idc=30:me=umh:subq=6 -of lavf -lavfopts format=psp -o “${OUTPUT}”

# NEW: Generate a thumbnail for previewing on PSP

# Takes 5 frames from 30 seconds after begin of video. 5 was an arbitrary number
#  based on a MPlayer issue that even using -ss, the first frame taken came from
# the first frame of the video. So, you’ll take more frames (5 a good shot) and use
# only the last one

mplayer -frames 5 -ss 30 -vo jpeg -nosound “${INPUT}”

#
# Convert the last frame for the correct dimensions and renaming it so PSP detects it as
# the video thumbnail
#
convert 00000005.jpg -scale 160×120 “${OUTPUTTHM}”

#
# Removing the temporary frames
#
rm 00000001.jpg 00000002.jpg 00000003.jpg 00000004.jpg 00000005.jpg

Após converter os vídeos, basta gravar eles na pasta /video do cartão Memory Stick do seu PSP e assistir sua série, anime ou vídeo desejado.

Espero que esse script seja útil e agradeço ao pessoal da GNOME-Look pelo script original.
Para completar, uma dica: no caso de vídeos Fullscreen (4:3), a visão normal do PSP widescreen (16:9) distorce a imagem. Para corrigir, enquanto assiste o filme aperte o botão Triângulo e escolha a opção Modo de Ecrã (Screen Mode), confirmando com o botão X, que o vídeo será apresentado no formato adequado, sem exigir “gambiarras” para a codificação do vídeo.
Powered by ScribeFire.

Powered by ScribeFire.

Campus Party 2009 – Resumo da Ópera (Longo)

OK… Já vai alguns dias que acabou a Campus Party, e portanto é uma ótima hora para falar sobre ela, sem muita pressão e tal. Desse modo, posso comentar os bons e ruins sem muito medo.
Bem, se você não quer saber sobre a Campus Party, pule esse post pois ele é muito, MUITO LONGO MESMO!!!
Então, prepare-se para a viagem!

Leia mais deste post

Campus Party – Eu vou (ou Campus Party – Dia 0)

Todo mundo já sabe que esse ano a Campus Party será no Centro de Exposições Imigrantes. Pois é. E eu também estarei lá!
Terminei de preparar as mochilas de maneira básica. Falta apenas adicionar o notebook à essa tralha toda e estarei pronto para ir amanhã para a Campus Party.
Quer ter uma idéia do volume de tralha? Veja a foto abaixo (tirada do meu Celular N73):
180120090791

Meme Rápida: Meu Desktop 3D

desktop3d
Via Tux Vermelho, meme do Desktop 3D. Simplesmente pegue o seu Desktop 3D e tire um snapshot sem mexer nada… Aqui usando KDE 4.1 com alternância de tarefas no estilo iPhone.

Meme Rápida: Meu Desktop 3D

desktop3d
Via Tux Vermelho, meme do Desktop 3D. Simplesmente pegue o seu Desktop 3D e tire um snapshot sem mexer nada… Aqui usando KDE 4.1 com alternância de tarefas no estilo iPhone.

Meu Ano Novo – 2009

Bem, primeiro de tudo, Feliz 2009 para os leitores do “Linux e Mais Coisas”.

Meu ano novo foi bastante quietinho em casa. Não sou um cara de muvuca, então fiquei na minha casa. Mas não sem diversão. Se a TV tava ruim, o meu “brinquedinho” novo foi bem compensador.

reveillion20082009-post_01

Sim, um Nintendo Wii bem servido de Jogos: WiiPlay, Mario Kart Wii, WiiSports, e ainda RedSteel, Trauma Center Second Opinion e New Blood e Jack & Wiki.
Durante o (longo) dia – afinal ficou noite mesmo às 20h00, tudo até bem quieto.

reveillion20082009-post_02

Como estava sozinho, nem fiz “ceia” no sentido exato da palavra. Mas foi Revellion. Comer qualquer bodega seria idiotice. No cardápio, uma comida “leve” e “saudável”: Capelleti de Frango com molho de tomate, Coca Zero e de sobremesa Torta de Nozes.

reveillion20082009-post_03

Por incrível que pareça, não fiz nenhuma proposição ou reflexão. Na verdade, a minha proposição de 2009 é simples e está na camiseta: “Don’t Panic!” Nunca entrar em pânico.

reveillion20082009-post_04

E depois da contagem regressiva… Muitos fogos de artifício no bairro. Lembra a vizinhança “tranqüila”? Veja como ficou nos primeiros minutos de 2009:

reveillion20082009-post_05
reveillion20082009-post_06
reveillion20082009-post_07
reveillion20082009-post_08
reveillion20082009-post_09
reveillion20082009-post_10
reveillion20082009-post_11
reveillion20082009-post_12
reveillion20082009-post_13
reveillion20082009-post_14
reveillion20082009-post_15
reveillion20082009-post_16

E pensa que foram só os fogos? Nada disso: o pessoal do Corpo de Bombeiros próximo saudou 2009 com uma carreata barulhenta e feliz pelo bairro!

reveillion20082009-post_17